consultar certidão

info
Utilize esta página para consultar uma certidão permanente
- preencha o campo do código de acesso à certidão pretendida
- preencha o campo “motivo da consulta" com a sua identificação ou da empresa que representa e o motivo desta consulta (este campo poderá ajudar o utilizador a acompanhar a utilização das suas certidões)
- introduza os caracteres da imagem de segurança
- clique em consultar certidão para aceder à certidão

Notas:
- Se o sistema indicar código inválido, significa que introduziu um código inexistente ou que o código introduzido está cancelado. Em caso de dúvida deve contactar o utilizador titular da certidão no sentido de esclarecer e regularizar esta situação.
- Para consultar outra certidão clique em “nova consulta” para limpar este formulário e voltar a submeter novo pedido/código.

código de acesso à certidão
Tooltip Chave de Acesso  
motivo da consulta...
Tooltip Comentário  
imagem de segurança
caracteres da imagem de segurança
Tooltip Codigo Segurança  


close window


notícias
A pontuação mais elevada da UA foi no alcance internacional: 45.9 pontosA Universidade de Aveiro (UA) surge pela quinta vez consecutiva entre as 100 melhores instituições de ensino superior com menos de 50 anos, de acordo com o ranking do periódico Times Higher Education (THE), dedicado ao ensino superior. O Reitor Manuel António Assunção congratula-se com esta distinção da instituição que dirige: “Registo com grande satisfação que, num contexto de forte e crescente competição global, a UA integra, uma vez mais e pelo 5.º ano consecutivo, o grupo das 100 melhores universidades do mundo com menos de 50 anos, de acordo com o ranking do Times Higher Education”.
A Universidade de Aveiro (UA) oferece 30 bolsas para apoiar a frequência de cursos de mestrado por estudantes latino-americanos provenientes de universidades associadas da Associação de Universidades Ibero-Americanas de Pós-Graduação (AUIP).
A Universidade de Aveiro (UA) vai oferecer já a partir do próximo ano letivo quatro mestrados e nove programas doutorais lecionados integralmente em inglês. Dar resposta à cada vez maior procura de estudantes de fora do país, que rumam à academia de Aveiro para se graduarem, é um dos principais objetivos da adoção da língua de Shakespeare nestas treze formações de 2º e 3º ciclos da UA. A estas acrescentem-se ainda os 19 conjuntos de unidades curriculares que, todos os semestres e em variadas áreas científicas, a UA tem também em inglês à disposição dos estudantes estrangeiros.
Ricardo BeltranFormou-se em Contabilidade no Instituto Superior de Contabilidade e Administração da Universidade de Aveiro (ISCA-UA). Corria o ano de 2005. Com o valioso passaporte nas mãos, Ricardo Beltran rumou em trabalho para Espanha, depois para a Guatemala e, de seguida para a Inglaterra. Hoje está no Banco Europeu de Investimento, no Luxemburgo, onde, entre várias missões, está a criar produtos financeiros alternativos no combate à crise financeira que tem assolado a Europa. “O curso tirado no ISCA-UA deu-me tudo o que hoje tenho”, reconhece o antigo aluno.
João OliveiraProfessor no Departamento de Engenharia Mecânica (DEM) há quase uma década, foi também aí que fez licenciatura, mestrado e doutoramento em Engenharia Mecânica. Vinte anos depois de ter chegado à Universidade de Aveiro (UA), João Dias de Oliveira garante que continua a crescer num Departamento “cheio de potencial e capital humano” e onde “os estudantes recebem uma excelente formação”.
José LapaVive e respira Engenharia Civil dentro e fora da Universidade de Aveiro (UA). Professor no Departamento de Engenharia Civil (DECivil), José Lapa nunca deixou de exercer a sua paixão em várias empresas de projetos e de construção civil. “A Engenharia Civil tem uma grande componente técnica e, por isso, a formação dos futuros engenheiros sem a mais valia da transmissão de conhecimentos adquiridos pela experiência no exercício da profissão é, a meu ver, insuficiente”, diz sem dúvidas. A experiência profissional do corpo docente é mesmo um dos segredos para a formação no DECivil ser “seguramente das melhores a nível mundial”.