ajuda

FAQ
Em que consiste a certidão permanente?
A certidão permanente é disponibilizada online (em suporte electrónico) a pedido do utilizador titular dessa certidão. Esta certidão é solicitada online, a partir de casa ou de outro local com acesso à internet, sem necessidade de se deslocar à Universidade de Aveiro. A certidão é emitida através da disponibilização de um código de acesso à informação em suporte electrónico, que permitirá ao seu titular entregá-lo ilimitadamente, a quem o solicitar durante o prazo de validade, com informação permanentemente actualizada, dispensando a necessidade da certidão em papel.

Quem pode solicitar a certidão permanente?
Neste momento, podem solicitar uma certidão permanente os estudantes ou antigos estudantes da Universidade de Aveiro, bastando para tal utilizar as suas credenciais de utilizador universal UA.

Que certidões permanentes estão disponíveis?
Neste momento estão disponiveis as certidões de habilitação final, para estudantes que terminaram o seu curso, e certidões de matricula e certidões de frequência para estudantes com matrícula activa. Em breve serão disponibilizadas outras certidões.

Como se processa o pedido de certidão permanente online?
O pedido processa-se em 2 etapas:  
Submissão do pedido: um utilizador que pretenda solicitar o acesso a uma certidão permanente, acede ao site http://certidao.ua.pt e autentica-se com as suas credenciais de utilizador universal, ou com o certificado do cartão de cidadão, seleccionando depois o curso ou perfil para o qual pretende a certidão e a certidão pretendida, preenchendo simultaneamente os seus dados de contacto (telefone e endereço de correio electrónico).
Pagamento:  Após a submissão do pedido, o requerente deve proceder ao seu pagamento no prazo máximo de 48 horas, numa das modalidades à sua escolha: Multibanco ou directamente ao balcão dos Serviços de Gestão Académica. Após o pagamento, é disponibilizado o acesso online à certidão pedida e o utilizador receberá uma mensagem no seu endereço de correio electrónico, informando que a certidão se encontra já disponível ao mesmo tempo que se disponibiliza o respectivo código de acesso.

Qual o prazo de validade da certidão permanente?
Cada certidão permanente tem o prazo de um ano.

Posso renovar a certidão permanente?
Sim. Por iguais e sucessivos períodos de um ano.

Qual o custo da certidão permanente online?
Cada certidão permanente tem um custo que depende da natureza da certidão - de acordo com a tabela disponível neste site (para mais informações consultar a tabela de certidões).

Qual a consequência do não pagamento do pedido de certidão permanente online, dentro do prazo estipulado?
O pedido de certidão permanente online que não seja pago no prazo estipulado é cancelado. Caso o utilizador mantenha interesse na obtenção da certidão, deverá efectuar novo pedido.

Como posso obter informação acerca do estado do meu pedido de certidão?
Um utilizador que tenha pedido o acesso uma certidão permanente poderá aceder à sua área neste site e consultar o estado do seu pedido.

Após a submissão e pagamento do pedido, quando e como é obtido o código de acesso à certidão permanente?
O pedido depois de pago origina a disponibilização imediata da certidão permanente online, sendo enviado para o endereço de correio electrónico do requerente mensagem com o código de acesso. Uma vez que a cada utilizador só será permitido pedir o acesso a certidões para as quais reúna as condições necessárias, a disponibilização das certidões depende apenas do pagamento respectivo.

Qual a força probatória da certidão permanente?
Uma certidão permanente online da Universidade de Aveiro possui o mesmo valor que uma certidão em papel. A entrega do código para acesso à certidão permanente, a qualquer entidade pública ou privada equivale à apresentação da certidão em suporte papel que tenha sido emitida pela Universidade de Aveiro.

O requerente pode desistir do pedido?
O requerente pode desistir do pedido, antes de efectuar o pagamento ou não efectuar o pagamento no prazo estipulado, pois em ambos os casos o pedido é cancelado pelo sistema. Após o pagamento, não é possível a desistência e não há lugar à devolução do valor pago.

Caso o requerente tenha detectado um erro na inserção do e-mail para notificação, como deve proceder?
Caso o requerente tenha inserido incorrectamente o seu endereço de correio electrónico, deve aceder ao sistema com as suas credenciais e na lista de certidões actuais (menu "gerir") seleccionar o pedido de certidão cujo pedido quer rectificar e alterar o endereço aí registado. Esta operação só é possível enquanto o pedido não tiver sido pago (após o pagamento a notificação segue para o e-mail que tiver sido registado). A inserção do endereço de correio electrónico correcto é de particular importância, pois o envio de mensagens é efectuado para o mesmo. Por este motivo se detectar que os seus dados não estão correctos agradecemos a sua rectificação ou actualização no SIGAAA

Existem casos em que pode ser vedado o acesso ao pedido de certidão permanente? E à consulta após a emissão da certidão?
Sim, o pedido de certidão permanente não pode ser efectuado por utilizadores em situação irregular ou sem registo no SIGAAA. Após a activação do acesso à certidão, a mesma deixará de estar disponível para consulta quando o seu prazo expira. Adicionalmente um utilizador pode pedir para alterar o código da certidão cancelando-se automaticamente o código anterior.

É possível alterar o código de acesso à certidão permanente?
Sim, é possível alterar o código de acesso, bastando ao utilizador aceder a este site com as suas credenciais e no menu "gerir" pedir novo código para a sua certidão. O sistema apresentará de imediato um novo código, anulando o código anterior. O novo código será associado à certidão cujo acesso se requereu e será também enviada para o endereço de correio electrónico do requerente.

Quero que uma entidade a quem dei um código de acesso a uma certidão deixe de ter acesso a essa certidão, o que posso fazer?
Um utilizador pode pedir um novo código para qualquer certidão activa que possua. Este pedido cancelará o código anterior e criará automaticamente um novo código. Para isto basta ao utilizador aceder a este site com as suas credenciais e no menu "gerir" pedir novo código para a certidão pretendida. Para este pedido deverá escrever o motivo para o mesmo. O novo código será apresentado associado à certidão requerida e será também enviado para o endereço de correio electrónico do requerente.

Um código de acesso está a ser usado de forma abusiva, o que posso fazer?
Um utilizador pode pedir um novo código para qualquer certidão activa que possua. Este pedido cancelará o código anterior e criará automaticamente um novo código. Para isto basta ao utilizador aceder a este site com as suas credenciais e no menu "gerir" pedir novo código para a certidão pretendida. Para este pedido deverá escrever o motivo para o mesmo. O novo código será apresentado associado à sua certidão e será também enviado para o endereço de correio electrónico do requerente.


notícias
UA quer atrair ainda mais alunos de qualidade excecionalTodos os caloiros que escolham a Universidade de Aveiro (UA) como primeira opção no concurso nacional de acesso e que tenham uma nota de candidatura igual ou superior a 17,5 valores vão estar isentos do pagamento de propinas durante o primeiro ano. Os estudantes contemplados com as bolsas de estudo que a academia de Aveiro vai entregar já a partir do próximo ano letivo, equivalentes ao valor anual das propinas, podem, inclusive, beneficiar da isenção até ao final da licenciatura e, caso prossigam os estudos, do mestrado, bastando que para isso que, ao longo dos anos e sem interrupções, mantenham ou superem a média com que entraram na UA. O mesmo se aplica aos alunos que ingressem num mestrado integrado.
A pontuação mais elevada da UA foi no alcance internacional: 45.9 pontosA Universidade de Aveiro (UA) surge pela quinta vez consecutiva entre as 100 melhores instituições de ensino superior com menos de 50 anos, de acordo com o ranking do periódico Times Higher Education (THE), dedicado ao ensino superior. O Reitor Manuel António Assunção congratula-se com esta distinção da instituição que dirige: “Registo com grande satisfação que, num contexto de forte e crescente competição global, a UA integra, uma vez mais e pelo 5.º ano consecutivo, o grupo das 100 melhores universidades do mundo com menos de 50 anos, de acordo com o ranking do Times Higher Education”.
A Universidade de Aveiro (UA) vai oferecer já a partir do próximo ano letivo quatro mestrados e nove programas doutorais lecionados integralmente em inglês. Dar resposta à cada vez maior procura de estudantes de fora do país, que rumam à academia de Aveiro para se graduarem, é um dos principais objetivos da adoção da língua de Shakespeare nestas treze formações de 2º e 3º ciclos da UA. A estas acrescentem-se ainda os 19 conjuntos de unidades curriculares que, todos os semestres e em variadas áreas científicas, a UA tem também em inglês à disposição dos estudantes estrangeiros.
Jorge Saraiva“Invistam, invistam, invistam e voltem a investir na vossa formação". Jorge Saraiva é professor há 25 anos e o conselho para os estudantes continua tão atual como sempre. Docente no Departamento de Química (DQ) da Universidade de Aveiro (UA), pelas suas aulas já passaram várias gerações de jovens que, através da “excelente” formação que receberam na academia de Aveiro, fizeram do futuro um lugar de sucesso profissional. O seu maior prazer enquanto professor é esse mesmo: “Ver que o trabalho que fazemos vale a pena”.
Isabel NunesEm 1994 licenciou-se em Engenharia do ambiente na Universidade de Aveiro (UA). 14 anos depois Isabel Nunes regressou ao Departamento de Ambiente e Ordenamento (DAO) para fazer o que mais gosta: contribuir para a evolução dos estudantes no que ao conhecimento científico diz respeito, mas, também, na sensibilidade humana e social de cada um. Do DAO deixa a certeza de um departamento onde a formação prestada é de “elevado nível” e onde o futuro tem permanentemente as portas abertas para entrar.
Ricardo BeltranFormou-se em Contabilidade no Instituto Superior de Contabilidade e Administração da Universidade de Aveiro (ISCA-UA). Corria o ano de 2005. Com o valioso passaporte nas mãos, Ricardo Beltran rumou em trabalho para Espanha, depois para a Guatemala e, de seguida para a Inglaterra. Hoje está no Banco Europeu de Investimento, no Luxemburgo, onde, entre várias missões, está a criar produtos financeiros alternativos no combate à crise financeira que tem assolado a Europa. “O curso tirado no ISCA-UA deu-me tudo o que hoje tenho”, reconhece o antigo aluno.