ajuda

FAQ
Em que consiste a certidão permanente?
A certidão permanente é disponibilizada online (em suporte electrónico) a pedido do utilizador titular dessa certidão. Esta certidão é solicitada online, a partir de casa ou de outro local com acesso à internet, sem necessidade de se deslocar à Universidade de Aveiro. A certidão é emitida através da disponibilização de um código de acesso à informação em suporte electrónico, que permitirá ao seu titular entregá-lo ilimitadamente, a quem o solicitar durante o prazo de validade, com informação permanentemente actualizada, dispensando a necessidade da certidão em papel.

Quem pode solicitar a certidão permanente?
Neste momento, podem solicitar uma certidão permanente os estudantes ou antigos estudantes da Universidade de Aveiro, bastando para tal utilizar as suas credenciais de utilizador universal UA.

Que certidões permanentes estão disponíveis?
Neste momento estão disponiveis as certidões de habilitação final, para estudantes que terminaram o seu curso, e certidões de matricula e certidões de frequência para estudantes com matrícula activa. Em breve serão disponibilizadas outras certidões.

Como se processa o pedido de certidão permanente online?
O pedido processa-se em 2 etapas:  
Submissão do pedido: um utilizador que pretenda solicitar o acesso a uma certidão permanente, acede ao site http://certidao.ua.pt e autentica-se com as suas credenciais de utilizador universal, ou com o certificado do cartão de cidadão, seleccionando depois o curso ou perfil para o qual pretende a certidão e a certidão pretendida, preenchendo simultaneamente os seus dados de contacto (telefone e endereço de correio electrónico).
Pagamento:  Após a submissão do pedido, o requerente deve proceder ao seu pagamento no prazo máximo de 48 horas, numa das modalidades à sua escolha: Multibanco ou directamente ao balcão dos Serviços de Gestão Académica. Após o pagamento, é disponibilizado o acesso online à certidão pedida e o utilizador receberá uma mensagem no seu endereço de correio electrónico, informando que a certidão se encontra já disponível ao mesmo tempo que se disponibiliza o respectivo código de acesso.

Qual o prazo de validade da certidão permanente?
Cada certidão permanente tem o prazo de um ano.

Posso renovar a certidão permanente?
Sim. Por iguais e sucessivos períodos de um ano.

Qual o custo da certidão permanente online?
Cada certidão permanente tem um custo que depende da natureza da certidão - de acordo com a tabela disponível neste site (para mais informações consultar a tabela de certidões).

Qual a consequência do não pagamento do pedido de certidão permanente online, dentro do prazo estipulado?
O pedido de certidão permanente online que não seja pago no prazo estipulado é cancelado. Caso o utilizador mantenha interesse na obtenção da certidão, deverá efectuar novo pedido.

Como posso obter informação acerca do estado do meu pedido de certidão?
Um utilizador que tenha pedido o acesso uma certidão permanente poderá aceder à sua área neste site e consultar o estado do seu pedido.

Após a submissão e pagamento do pedido, quando e como é obtido o código de acesso à certidão permanente?
O pedido depois de pago origina a disponibilização imediata da certidão permanente online, sendo enviado para o endereço de correio electrónico do requerente mensagem com o código de acesso. Uma vez que a cada utilizador só será permitido pedir o acesso a certidões para as quais reúna as condições necessárias, a disponibilização das certidões depende apenas do pagamento respectivo.

Qual a força probatória da certidão permanente?
Uma certidão permanente online da Universidade de Aveiro possui o mesmo valor que uma certidão em papel. A entrega do código para acesso à certidão permanente, a qualquer entidade pública ou privada equivale à apresentação da certidão em suporte papel que tenha sido emitida pela Universidade de Aveiro.

O requerente pode desistir do pedido?
O requerente pode desistir do pedido, antes de efectuar o pagamento ou não efectuar o pagamento no prazo estipulado, pois em ambos os casos o pedido é cancelado pelo sistema. Após o pagamento, não é possível a desistência e não há lugar à devolução do valor pago.

Caso o requerente tenha detectado um erro na inserção do e-mail para notificação, como deve proceder?
Caso o requerente tenha inserido incorrectamente o seu endereço de correio electrónico, deve aceder ao sistema com as suas credenciais e na lista de certidões actuais (menu "gerir") seleccionar o pedido de certidão cujo pedido quer rectificar e alterar o endereço aí registado. Esta operação só é possível enquanto o pedido não tiver sido pago (após o pagamento a notificação segue para o e-mail que tiver sido registado). A inserção do endereço de correio electrónico correcto é de particular importância, pois o envio de mensagens é efectuado para o mesmo. Por este motivo se detectar que os seus dados não estão correctos agradecemos a sua rectificação ou actualização no SIGAAA

Existem casos em que pode ser vedado o acesso ao pedido de certidão permanente? E à consulta após a emissão da certidão?
Sim, o pedido de certidão permanente não pode ser efectuado por utilizadores em situação irregular ou sem registo no SIGAAA. Após a activação do acesso à certidão, a mesma deixará de estar disponível para consulta quando o seu prazo expira. Adicionalmente um utilizador pode pedir para alterar o código da certidão cancelando-se automaticamente o código anterior.

É possível alterar o código de acesso à certidão permanente?
Sim, é possível alterar o código de acesso, bastando ao utilizador aceder a este site com as suas credenciais e no menu "gerir" pedir novo código para a sua certidão. O sistema apresentará de imediato um novo código, anulando o código anterior. O novo código será associado à certidão cujo acesso se requereu e será também enviada para o endereço de correio electrónico do requerente.

Quero que uma entidade a quem dei um código de acesso a uma certidão deixe de ter acesso a essa certidão, o que posso fazer?
Um utilizador pode pedir um novo código para qualquer certidão activa que possua. Este pedido cancelará o código anterior e criará automaticamente um novo código. Para isto basta ao utilizador aceder a este site com as suas credenciais e no menu "gerir" pedir novo código para a certidão pretendida. Para este pedido deverá escrever o motivo para o mesmo. O novo código será apresentado associado à certidão requerida e será também enviado para o endereço de correio electrónico do requerente.

Um código de acesso está a ser usado de forma abusiva, o que posso fazer?
Um utilizador pode pedir um novo código para qualquer certidão activa que possua. Este pedido cancelará o código anterior e criará automaticamente um novo código. Para isto basta ao utilizador aceder a este site com as suas credenciais e no menu "gerir" pedir novo código para a certidão pretendida. Para este pedido deverá escrever o motivo para o mesmo. O novo código será apresentado associado à sua certidão e será também enviado para o endereço de correio electrónico do requerente.


notícias
Eduardo Batista e os cogumelos do BuçacoO estudante de biologia da Universidade de Aveiro (UA) Eduardo Batista conquistou hoje o prémio europeu de conservação da Natureza atribuído pela Federação Europarc, em cooperação com a Fundação Alfred Toepfer. Intitulado "Alfred Toepfer Natural Heritage Scholarships", o prémio tem por objetivo galardoar jovens conservacionistas com provas dadas na área da conservação da natureza, em particular nas áreas protegidas da Europa.
João Miguel Dias pretende reorganizar o Departamento de FísicaUma nova organização do Departamento, novos mestrados, melhores condições de ensino, mais alunos com resultados superiores são alguns dos objetivos que movem o novo diretor do Departamento de Física (Fis) da UA. João Miguel Dias eleva a fasquia numa altura em que o Departamento já tem "uma posição de destaque tanto a nível nacional, onde é o único que integra uma unidade de investigação excecional e três excelentes, segundo a recente classificação da FCT, como internacionalmente, facto demonstrado pelos recentes prémios e as publicações frequentes em revistas de grande fator de impacto".
Seminário Internacional debateu ideias para o futuro do alojamento turísticoVinte dossiers de mercado, um estudo sobre o turismo mundial, um estudo sobre a estrutura de custos das empresas hoteleiras em Portugal e oito relatórios temáticos nesta fase, mais oito em preparação, soluções tecnológicas de base web, a instalação de uma mesa e de uma superfície interativa para interação com os agentes. Estas são algumas das novidades que resultam do projeto “Alojamento do Futuro”, uma parceria entre a Universidade de Aveiro (UA) e a Associação da Hotelaria, Restauração e Similares de Portugal (AHRESP) com as empresas IDTour e Ubiwhere. O projeto foi tema de um seminário internacional a 16 de junho que marcou o arranque de uma fase de iniciativas de divulgação do trabalho realizado.
Licenciatura vai dotar os profissionais de competências fundamentais para a intervenção no património edificadoO Departamento de Engenharia Civil da Universidade (DECivil) de Aveiro terá como nova oferta formativa, a partir do ano letivo 2015/16, a Licenciatura em Reabilitação do Património, curso acreditado pela A3ES. Esta oferta formativa visa colmatar uma lacuna de formação na área da reabilitação do património edificado, preparando profissionais para um setor do mercado de trabalho em crescimento.
Campus da UAA UA criou um grupo de trabalho, designado “UA2020” para estimular e apoiar a participação de forma integrada da comunidade académica no desenvolvimento de candidaturas aos vários programas de financiamento. O grupo de trabalho foi apresentado e divulgado no âmbito da sessão de esclarecimento e mobilização subordinada ao tema: “As Oportunidades do Portugal 2020 para o Sistema Científico e Tecnológico” que decorreu a 29 de abril, no auditório da Reitoria da Universidade de Aveiro, evento que resultou da colaboração entre a UA e a Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional do Centro.
A coordenadora do estudo Helena AlvesUma equipa internacional de cientistas, liderada por Helena Alves, da Universidade de Aveiro (UA), descobriu uma nova técnica para incorporar elétrodos de grafeno transparentes e flexíveis em materiais têxteis. A técnica inovadora permite à indústria têxtil, a partir de agora, produzir roupas com computadores, telefones, leitores mp3, GPS, baterias de telemóvel carregadas com o calor corporal e muitos, muitos mais dispositivos eletrónicos incorporados no próprio tecido. A imaginação é mesmo o limite para as potencialidades da descoberta publicada no final da última semana na revista Scientific Reports do grupo Nature.