certidão permanente online - Universidade de Aveiro

Sistema da Universidade de Aveiro para disponibilização de certidões permanentes online

Sistema da Universidade de Aveiro desenvolvido para responder aos requisitos subjacentes à medida “M023 - Certificado permanente de habilitações no ensino superior” inserida no Programa Simplex 2010 e através do qual se permite o acesso a um conjunto de certidões referentes à situação académica do estudante.
O acesso a estas certidões far-se-á através da disponibilização de um código próprio, o qual poderá ser fornecido a entidades terceiras que pretendam certificar a situação académica do estudante para os mais diversos efeitos.
Trata-se de uma certidão cujo conteúdo é apenas verificável electronicamente (online) não tendo qualquer validade se for impressa.

A Universidade de Aveiro permite consultar certidões permanentes, com a utilização do código de acesso, de estudantes ou antigos estudantes da Universidade de Aveiro a partir do código de acesso da certidão.

Para os estudantes ou antigos estudantes que pretendam solicitar à UA as suas certidões permanentes (ex. certidão de habilitações), em versão portuguesa ou inglesa, devem entrar no sistema e aceder à sua área pessoal (coluna à esquerda) introduzindo as suas credenciais de utilizador universal UA (ou, a disponibilizar brevemente: usando o seu cartão de cidadão).

É antigo estudante da UA e ainda não tem o seu utilizador universal UA, faça aqui o seu pré-registo.


Medida M023 - Certificado permanente de habilitações no ensino superior inserida no Programa Simplex 2010 “Criar a possibilidade de os estudantes universitários poderem requerer e obter por via electrónica o seu certificado de habilitações em Português e Inglês. A execução da medida passa por permitir, aos estudantes universitários, a obtenção de uma certidão desmaterializada, substituindo a entrega de cópias em papel pela entrega do código de acesso ao seu certificado de habilitações online, em Portugal ou no estrangeiro”.

notícias
A Universidade de Aveiro (UA) vai homenagear os trabalhadores que, ao longo dos anos de serviço, têm ajudado a construir o percurso da instituição. A edição da cerimónia anual de entrega de medalhas aos docentes, aos investigadores e ao pessoal técnico, administrativo e de gestão que cumprem 10, 20, 25, 30, 35 e 40 anos ao serviço da UA decorre no dia 1 de junho, a partir das 11h00, no auditório da Reitoria, com intervenção do Reitor Paulo Jorge Ferreira.
A Universidade de Aveiro (UA), através dos Serviços de Ação Social e no âmbito da ação do seu Núcleo de Cooperação e Mobilidade Internacional, dedicará o mês de maio ao tema da Interculturalidade. Com uma vasta programação sobre o tema, a UA quer contribuir para a reflexão sobre a importância do diálogo e partilha interculturais.
Dois exemplos de arte no campus: Com edifícios desenhados por dois prémios Pritzker, Siza Vieira e Souto de Moura, e por vários outros autores de renome, o Campus Universitário de Santiago constitui um museu a céu aberto de arquitetura contemporânea portuguesa ao qual se juntam trabalhos de vários artistas plásticos nacionais e estrangeiros e um espólio museológico muito vasto. A assinalar o Dia dos Museus, 18 de maio, aceite um convite: visite a Universidade de Aveiro (UA) e junte-se aos cerca de cinco mil visitantes que, anualmente, vêm percorrer este espaço.
Carlos Borrego fala dos 40 anos do DAOO Departamento de Ambiente e Ordenamento (DAO) da Universidade de Aveiro (UA) assinala, este ano, 40 anos numa cerimónia a 8 de maio, para a qual foram convidados o ministro do Ambiente e o Reitor da UA, entre outras personalidades. Esta cerimónia comemorativa integrou a abertura da Conferência Internacional de Ambiente em Língua Portuguesa (CIALP). A história das instituições faz-se com os protagonistas das mesmas. Assim, ninguém melhor que o diretor do DAO, Carlos Borrego, para evocar o historial da unidade orgânica da UA, desde a sua fundação, no ano de 1978, até ao presente e perspetivar o futuro próximo.
Camilo e RosalíaEscritores do século XIX, deixaram vasta obra publicada que bem retrata a alma e as gentes da época. A obra de Camilo Castelo Branco traça linhasdo Portugal de 1800, enquanto a de Rosalía de Castro bem carateriza o povo galego e marcaram a literatura dos dois lados da fronteira. Estes dois autores têm a sua bibliografia exposta na biblioteca da UA, tendo por base os exemplares da coleção particular de Paulo Sá Machado e do acervos da própria biblioteca da UA. A exposição bibliográfica "Camilo Castelo Branco e Rosalía de Castro" foi inaugurada no dia 23 de maio na sala de leitura informal da Biblioteca da UA.
Caroline Costa FerreiraCaroline Costa Ferreira, estudante do Programa Doutoral Ciência, Tecnologia e Gestão do Mar (Do*Mar) da Universidade de Aveiro (UA), foi premiada no 15th International Coastal Symposium realizado em Busan (Coreia do Sul) entre 13 e 18 de maio, com a melhor apresentação oral efetuada por um jovem investigador na área da Engenharia Costeira.