certidão permanente online - Universidade de Aveiro

Sistema da Universidade de Aveiro para disponibilização de certidões permanentes online

Sistema da Universidade de Aveiro desenvolvido para responder aos requisitos subjacentes à medida “M023 - Certificado permanente de habilitações no ensino superior” inserida no Programa Simplex 2010 e através do qual se permite o acesso a um conjunto de certidões referentes à situação académica do estudante.
O acesso a estas certidões far-se-á através da disponibilização de um código próprio, o qual poderá ser fornecido a entidades terceiras que pretendam certificar a situação académica do estudante para os mais diversos efeitos.
Trata-se de uma certidão cujo conteúdo é apenas verificável electronicamente (online) não tendo qualquer validade se for impressa.

A Universidade de Aveiro permite consultar certidões permanentes, com a utilização do código de acesso, de estudantes ou antigos estudantes da Universidade de Aveiro a partir do código de acesso da certidão.

Para os estudantes ou antigos estudantes que pretendam solicitar à UA as suas certidões permanentes (ex. certidão de habilitações), em versão portuguesa ou inglesa, devem entrar no sistema e aceder à sua área pessoal (coluna à esquerda) introduzindo as suas credenciais de utilizador universal UA (ou, a disponibilizar brevemente: usando o seu cartão de cidadão).

É antigo estudante da UA e ainda não tem o seu utilizador universal UA, faça aqui o seu pré-registo.


Medida M023 - Certificado permanente de habilitações no ensino superior inserida no Programa Simplex 2010 “Criar a possibilidade de os estudantes universitários poderem requerer e obter por via electrónica o seu certificado de habilitações em Português e Inglês. A execução da medida passa por permitir, aos estudantes universitários, a obtenção de uma certidão desmaterializada, substituindo a entrega de cópias em papel pela entrega do código de acesso ao seu certificado de habilitações online, em Portugal ou no estrangeiro”.

notícias
A UA preencheu 99 por cento das vagas no Ensino Universitário e 96 por cento no Ensino Politécnico, na primeira fase do concurso nacional de acesso ao ensino superior. A UA mantém-se, assim, entre as instituições portuguesas com maiores taxas de preenchimento de vagas. Ao todo, foram colocados na UA 2077 novos alunos, mais 3 por cento do que no ano anterior.
A Universidade de Aveiro (UA) é uma das melhores instituições de ensino superior do mundo. A garantia é dada pelo ranking da Times Higher Education (THE) que coloca a UA entre as melhores a ensinar, a investigar e a transferir conhecimento.
A Universidade de Aveiro (UA) é uma das 500 melhores universidades do mundo. A garantia é dada pelo Ranking de Xangai, um dos mais conceituados e respeitados rankings universitários do mundo, que, pelo segundo ano consecutivo, coloca a UA na lista cimeira juntamente com mais quatro universidades nacionais.
UA quer atrair ainda mais alunos de qualidade excecionalTodos os caloiros que escolham a Universidade de Aveiro (UA) como primeira opção no concurso nacional de acesso e que tenham uma nota de candidatura igual ou superior a 17,5 valores vão estar isentos do pagamento de propinas durante o primeiro ano. Os estudantes contemplados com as bolsas de mérito académico da UA podem, inclusive, beneficiar da isenção até ao final da licenciatura e, caso prossigam os estudos, do mestrado, bastando que para isso que, ao longo dos anos e sem interrupções, mantenham ou superem a média com que entraram na UA.
Entre tantos medalhados nesta época, os atletas da equipa de basquetebol masculino da AAUAv estão abrangidos pela bolsasA Universidade de Aveiro (UA) atribuiu bolsas de mérito aos estudantes que se destaquem no desporto e que tenham sucesso académico. Os prémios, dependendo dos resultados desportivos alcançados, podem ir da isenção total ou parcial no pagamento de propinas até, caso o estudante participe nos Jogos Olímpicos, ao pagamento de uma bolsa de valor equivalente a 1,5 vezes o valor da propina nacional.
Empresas voltam a apostar e a apoiar a formação dada pelo Departamento de FísicaVárias empresas vão pagar as propinas do 1.º ano do Mestrado Integrado de Engenharia Física (MIEF) da Universidade de Aveiro (UA) aos estudantes com as melhores notas de ingresso no curso. A iniciativa pretende premiar os caloiros com as seis melhores médias entre os 14 e os 17,5, já que a UA atribui uma bolsa de valor igual ao das propinas todos os caloiros que concorram à academia com uma nota igual ou superior a esta última média. Este é o terceiro ano que o Departamento de Física (DFis) promove este prémio que visa ajudar a reduzir as necessidades de engenheiros numa área que é a terceira com maior taxa de empregabilidade do Ensino Superior nacional.